O período da gravidez é um misto de emoções, muitas coisas para fazer, realizar as consultas periódicas, montar o enxoval para o bebê, pensar no chá de bebê, muitas coisas novas acontecendo, ufa, é uma correria. Em meio a tudo isso, também é preciso pensar na decoração do quarto do bebê.

Os pais de primeira viagem costumam cometer alguns erros ao montar o quarto do bebê. Em meio a toda essa correria, podem deixar algo passar despercebido, e muitas vezes não há planejamento.

É preciso realizar um planejamento, pois o quarto do bebê precisa ser prático e funcional para os pais, além de ser seguro e confortável para o bebê.

Pensando nisso, trouxe esse ebook listando os 10 erros mais cometidos na hora de montar o quarto do bebê.

Quero te ajudar a evitar esses erros quando você for decorar o quarto do seu bebê:

 

1-Deixar a decoração para última hora

É preciso se organizar em relação ao tempo e ao orçamento. Se optar por realizar uma reforma do espaço que irá receber o quarto do bebê, esse planejamento deve ser feito o quanto antes. Como uma reforma pode demorar um pouco mais, o quanto antes começar é melhor.

Já imaginou deixar para planejar tudo quando o bebê estiver quase chegando? Pode ser que não fique pronto até o bebê nascer.

A partir do 4° mês de gravidez já é possível saber o sexo do bebê, assim fica mais fácil definir o estilo de decoração e começar a reforma.

Antes mesmo de começar a realizar a reforma do quarto, o orçamento já deve estar planejado para saber se o que você pensou estará de acordo com o quanto pode gastar. Organize tudo com antecedência para não acabar gastando mais do que o necessário.

2- Não pensar na distribuição correta dos móveis

Com ambientes cada dia menores, é muito importante pensar em como os móveis serão distribuídos no espaço para que não comprometam a circulação e permitam uma movimentação confortável para quem utilizar o ambiente.

Definir onde ficará o berço, a cômoda ou armário, a poltrona de amamentação, etc. Todo o layout deve ser pensado para trazer praticidade para os pais.

3- Não saber a medida do quarto antes de comprar os móveis

Antes de ir as compras, você precisa ter todas as medidas do ambiente anotadas. Anote a largura e comprimento do ambiente e a altura das paredes. Se você não fizer isso, pode acabar comprando um móvel e quando for colocar no ambiente não irá caber, porque é grande demais e poderá comprometer a circulação.

É preciso considerar a altura dos pais na hora de escolher a cômoda e o berço para não gerar desconforto e até problemas de coluna. 

Todas as medidas tem que estar adequadas.

4- Não verificar as recomendações do Inmetro na hora de comprar o berço

Sim, o Inmetro tem um regulamento para berços infantis, e ele precisa ser seguido para garantir a segurança do seu bebê.

Antes de comprar o berço verifique se ele recebe o selo do Inmetro, caso não tenho o selo, não compre.

Se optar for fazer um berço sob medida, ele também precisa estar de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Você pode acessar as informações completas no site http://www.inmetro.gov.br/berco/

5- Não pensar na segurança do bebê

A segurança é fundamental. Tome todos os cuidados necessário para garantir a segurança e evitar acidentes futuros. Confira algumas medidas de segurança:

·         Os materiais precisam ser resistentes.

·         Os móveis devem ter pontas arredondadas para evitar acidentes.

·         Tome cuidado com acessórios decorativos ou brinquedos dentro do berço.

·         Se atente a altura do estrado para evitar que haja risco do bebê pular por cima das grades.

·         Instale grades e redes de proteção nas janelas.

·         Utilize tampas nas tomadas.

6- Excesso de objetos

Não exagere nos móveis e objetos decorativos, um quarto com excessos pode comprometer a circulação, além disso, é preciso deixar um espaço para o bebê brincar e se desenvolver.

No quarto, o ideal é ter apenas móveis e objetos que atendam as necessidades da família. Os móveis essenciais são o berço e a cômoda ou guarda roupa. Após definidos esses móveis você poderá investir em outros móveis e objetos que facilitarão sua vida, mas sempre estando atento para as dimensões de cada um.

7- Ter apenas uma iluminação geral

Deixar apenas uma iluminação central no quarto pode ser desconfortável para o bebê e para os pais. O ideal é criar pontos de iluminação para deixar o ambiente mais aconchegante quando a mãe estiver amamentando, e quando o bebê estiver pegando no sono.

Criar um ambiente agradável é essencial para a mãe e o bebê. Além da iluminação geral do ambiente, é possível adicionar um abajur, arandela, pendente e até uma luminária de piso para trazer mais aconchego ao quartinho.

8- Usar cores vibrantes nas paredes

Cores vibrantes são estimulantes e podem deixar o bebê bastante agitado. Evite usar laranja e vermelho nas paredes, utilize essas cores em detalhes, por exemplo, nos brinquedos e em alguns acessórios.

Mas, se não quiser errar na escolha das cores, opte por tons neutros ou pastéis. São cores claras e suaves, que deixam o ambiente mais tranquilo.

9- Não incluir a cortina na lista de compras

A cortina ajuda no controle de luminosidade e temperatura do ambiente, sendo assim traz mais conforto ao quarto, e pode ajudar durante a sonequinha do bebê.

Caso queira um ambiente um pouco mais escuro utilize também o blackout.

Cortinas também trazem privacidade caso a janela fique de frente para o vizinho ou em um corredor de passagem.

No mercado há uma grande disponibilidade de modelos, desde cortinas de tecido a persianas. 

10- Não pensar na praticidade da limpeza

Também o quarto precisa ser fácil de limpar, após a chega do bebê a maior parte do seu tempo será dedicada a ele.

Para isso, escolha pisos que sejam mais fáceis de limpar, como o piso laminado ou o vinílico, tapetes laváveis e persianas que são mais fáceis de limpar quando comparadas com a cortina de tecido.

Cortinas de tecido ou persianas, almofadas e pelúcias, também devem ser limpos com regularidade para evitar muito acúmulo de poeira, que pode causar alergia a criança. Mantenha o ambiente sempre arejado e limpo para evitar problemas futuros.

Este texto, foi uma contribuição da nossa parceira Designer de Interiores:

Letícia Oliveira

Designer de Interiores

Consultoria online para todo o Brasil

Projetos de Interiores

 

Facebook – Letícia Oliveira Interiores

Instagram – @leticia.designer

What’sApp – (31) 98689-9382

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossos Parceiros